Siga por e-mail

sexta-feira, 12 de junho de 2009

Rapidinhas (I)


Que felicidade hein sr. Carlos Caetano ? Quem diria, 40 jogos no comando da amarelinha, milhares de críticas, dezenas de convocações supercontestadas e um aproveitamento de 73,3%.
Que argumentos podemos utilizar contra um treinador de seleção brasileira com esse aproveitamento ? Desculpem , não sou nem um pouco fã de Dunga, e estão dizendo que não há como contestar o trabalho realizado até agora.
Vamos por partes. Dunga nunca foi e nem será unanimidade. Nunca foi técnico e já começou no maior cargo do mundo entre os técnicos. Nada contra os gaúchos, mas Dunga trouxe para a seleção, um pouco da escola do sul, um futebol pegado, repleto de volantes e que dá certo, pois vence, seja por 1 ou mais gols de diferença. Muitas das vitórias de Dunga foram deste jeito, suadas,apertadas, em jogos ruins de se assistir. Houve também grandes triunfos contra Argentina, como na final da Copa América e também o passeio contra os hermanos da terra da Rainha. Por último, a inesperada goleada contra o Uruguai, em Montevideo, quebrando um tabu histórico de mais de 30 anos.
Gente, não é desmerecer o ótimo(?) desempenho do Dunga, mas tem um fator que contribui muito para este sucesso. Olhem o time que ele tem nas mãos. Olhem os jogadores que ele pode convocar. É indiscutível que apesar de não fabricarmos tantos craques como alguns anos atrás, ele tem em mão a melhor mão de obra do mundo. E mesmo sem convocar sempre os melhores, e de quase nunca escalar os melhores, as chances de ganhar quando há um Julio César no gol, Lúcio e Juan na zaga, kaká no meio e Robinho e Luis Fabiano no ataque são grandes não são ?
O que mais me deixa intrigado, não é o fato da seleção alternar bons e maus jogos, mas sim a postura do comandante, que é sempre emburrado quando perde, e supertreinador quando ganha. Faz questão de ressaltar suas vitórias (vários 1 x 0 terríveis) e dizer que a imprensa que é exigente demais.
Não Dunga,não é a imprensa brasileira que é exigente demais. O POVO brasileiro é exigente demais. Ninguém entende por que temos um lateral inofensivo e sem recursos técnicos como Kléber. Por que jogar com 3 volantes, Gilberto Silva, Felipe Melo( grata surpresa) e Elano, e quando muda, põe mineiro e Josué. Ramires está voando, Hernanes não teve oportunidade quando estava no seu melhor. O Kléberson não é mais útil que o Ibson. O Kaká não pode ter a responsabilidade de criar todos os lances ofensivos da Seleção, muito porque Robinho tem tanta marra quanto Dunga. Será que jogar com 2 meias e 2 atacantes é muito difícil ? Será que jogar um futebol ofensivo é pedir demais ? Voltar as raízes com um futebol que prima pelo ataque o tempo todo é um chute nas bolas ?
Dunguinha Dunguinha, seu retrospecto é excelente e fazendo tudo á sua forma e sua vontade. Você já viu que com um futebol pragmático e amarrado é possível vencer os jogos, e até algumas goleadas. Nós admitimos que erramos em duvidar da sua capacidade de treinador, será que agora não é você quem deve ouvir o povo, e escalar os melhores do jeito que o mundo e a história sempre gostaram de ver ? Já dizia o sábio: " A voz do povo..."

Nenhum comentário: